Oito dicas para que nada saia errado no seu casamento

Foto: Stock.Xchng

Para que o casamento saia perfeito, alguns detalhes devem ser levados em consideração, ou melhor, é possível prever alguns erros muito comuns e evitá-los. Selecionamos oito situações e pedimos para que a Luciana Kaufmann, diretora da Matok Marketing e Eventos, explicar a melhor forma de agir em cada uma delas:

1) A noiva não deve planejar o casamento sozinha ou tentar improvisar em qualquer etapa da organização.

Planejar um casamento demanda muito tempo e fazer isso sozinha pode ser realmente difícil, ainda mais por existir muitos detalhes e algumas burocracias. Ter um profissional que planeje junto é como ter um assistente pessoal, pois será a pessoa que irá lhe ouvir e colocar em prática tudo que sempre se sonhou. Além disso, terá o controle de todo o cronograma, dará conselhos e sugestões e fará tudo com habilidade, até porque existem detalhes que muitas vezes os noivos não têm tempo e nem conhecimento de mercado para fazer.

Assim, nossa primeira dica é esta: contrate um profissional com o qual você se identifica, que lhe passe confiança e que tenha expertise de mercado.

2) Análise o orçamento disponível antes de assinar qualquer contrato.

Antes sair assinando contratos com fornecedores, é importante que os noivos tenham ideia de quanto irá custar seu sonho e se ele será viável. Muitas vezes é necessário avaliar prioridades e o quanto estão dispostos a pagar a mais. O profissional que estará organizando o casamento deverá trabalhar sempre dentro do seu orçamento e, quando algo ultrapassar o limite, irá tentar achar soluções para que tudo saia a seu gosto e com segurança.

Nossa segunda dica então é: tenha ciência do valor que poderá ser gasto antes de contratar qualquer serviço.

3) Leia bem os contratos antes de assinar.

Uma das maiores garantias de que o serviço orçado será entregue está no contrato. Todo fornecedor deve dispor aos noivos um documento explicando quais serão os serviços prestados, horários de início e fim de evento, o que está incluso e o que não está. O fundamental é deixar sempre bem claro e entendido a ambas as partes o que é desejado para o grande dia e que, claro, deverá ser cumprido.

A terceira dica é: leia atentamente cada contrato antes de assiná-lo para ter certeza de que no dia será entregue exatamente o que se solicitou.

4) Fuja do perigo de contratar amigos ao invés de profissionais especializados em casamento.

Ao contratar um amigo que não trabalha no setor de eventos e que, principalmente, não é profissional, você estará correndo um grande risco de além de acontecer um desastre no casamento, perder a amizade. Desta forma, peça sugestões para o profissional que irá lhe auxiliar, pois por estarem no ramo há mais tempo, costumam conhecer diversos fornecedores e saber quem são os que fazem um ótimo, um bom e um péssimo trabalho.

A quarta dica, portanto, é: evite contratar alguns serviço pela amizade (e a promessa de menos custo), pois isso dificulta até na hora de cobrar algo e pode levar a um desastre no grande dia.

1078254_27683698

5) Não reserve qualquer ambiente sem antes ter noção de quantas pessoas serão convidadas. 

Antes de sair e conhecer salões e casas de festa é importante que o casal saiba quantas pessoas irão convidar. A lista não pode ser no “achômetro”, ou seja, não é algo aleatório do tipo de 200  250 convidados. Quando se coloca no papel os nomes dos familiares, amigos ou colegas é que se entende que tal lugar é muito pequeno ou que é desnecessário gastar tanto em um salão gigante. Após, com as confirmações propriamente ditas, o casal ainda terá tempo para contratar os serviços gastronômicos e compor a decoração.

E assim chegamos à quinta dica: faça uma lista de convidados antes de fechar o salão de festas.

6) Escolha o vestido partindo do seu gosto pessoal e não para seguir modismo.

Uma das grande dúvidas das noivas é em relação ao vestido, afinal são muitas revistas fotos, opiniões de amigas e parentes. A noiva deve sempre focar no seu biotipo  e a partir daí começar a experimentar alguns modelos. Certamente com paciência se encontra o que melhor valorizará seu corpo. Após a escolha, atente-se às provas para que ele esteja perfeito para o grande dia.

A sexta dica então é: escolha o vestido que valorize o seu corpo e não o que está na moda.

7) Não exagere na decoração.

A decoração tem um peso importante no casamento, até porque ela ficará registrada para sempre na memória dos convidados e também nas próprias fotos e filmagens. Por isso, tenha cuidado na escolha dos floristas e nas combinações de cores. Independente de modismo, ela é algo muito individual e deve combinas com o estilo e o gosto dos noivos. Além disso, deve haver adequação entre bom senso e o próprio horário da festa, ou seja, deve-se manter a harmonia.

A sétima dica é: evite exagerar na decoração, buscando sempre o bom senso, porém dentro daquilo que os noivos sonham.

8) Tente agradar a todos no quesito gastronomia e também não exagere na inovação.

Com muitos convidados e vários paladares diferentes, agradar a todos fica quase impossível. Mesmo que a escolha do cardápio dependa do gosto dos noivos, inevitavelmente deve-se levar em consideração que todos comerão e, portanto às vezes tentar inovar muito não é a melhor escolha.  O tipo de serviço muitas vezes facilita, podendo ser criados ilhas ou serviços de coquetel, em que são servidas as comidas em cumbucas individuais. Para quem mesmo assim que inovar, uma sugestão é escolher alguns sabores e especiarias que, misturados, proporcionem aos convidados degustarem algo que não são acostumados no dia a dia.

A oitava e última sugestão é: apesar de difícil, tente escolher o cardápio de forma a agradar aos convidados, e para isso, evite inovar muito no sabor e nos temperos.

Serviço:

Matok Marketing e Eventos

Fones: (51) 3019.1505 / (51) 9986.1130

E-mails: marketing@matokconsutoria.com.br; eventos@matokconsultoria.com.br

Site: www.matokconsultorua.com.br


About The Author:

Estefania Martins" class="thumbnail thumbnail-left-small">


Nenhum comentário